Mudanças entre as edições de "Interoperabilidade entre LILACS e FI"

De Wiki.bireme.org/pt
Ir para: navegação, pesquisa
Linha 1: Linha 1:
 
Interoperabilidade é a '''integração e comunicação entre as fontes e fluxos de informação''', tanto entre suas instâncias como entre estas e outras redes associadas. [[http://guiabvs2011.bvsalud.org/operacao-da-bvs/redes-de-conteudos/interoperabilidade-das-fontes-de-informacao/ Guia da BVS 2011)]
 
Interoperabilidade é a '''integração e comunicação entre as fontes e fluxos de informação''', tanto entre suas instâncias como entre estas e outras redes associadas. [[http://guiabvs2011.bvsalud.org/operacao-da-bvs/redes-de-conteudos/interoperabilidade-das-fontes-de-informacao/ Guia da BVS 2011)]
  
A interoperabilidade entre as fontes e fluxos de informação é determinante para a convergência dos dados e conteúdos produzidos e operados pelas instâncias geográficas e temáticas da BVS de forma descentralizada numa única rede. A interoperabilidade é portanto, uma diretriz estratégica para a sustentabilidade do marco de operacional de trabalho em rede da BVS (ver [http://guiabvs2011.bvsalud.org/sobre-a-bvs/a-bvs-como-marco-operacional-de-trabalho-em-rede/ A BVS como marco operacional de trabalho em rede]).
+
A interoperabilidade entre as fontes e fluxos de informação é determinante para a convergência dos dados e conteúdos produzidos e operados pelas instâncias geográficas e temáticas da BVS de forma descentralizada numa única rede. A interoperabilidade é portanto, uma diretriz estratégica para a sustentabilidade do [http://guiabvs2011.bvsalud.org/sobre-a-bvs/a-bvs-como-marco-operacional-de-trabalho-em-rede/ marco de operacional de trabalho] em rede da BVS.
  
 
Seguindo este modelo conceitual, a BVS integra e interopera metodologias e tecnologias por meio de sistemas de informação de forma colaborativa. Os sistemas são organizados em camadas, ou níveis de processamento, esquematizados a seguir:
 
Seguindo este modelo conceitual, a BVS integra e interopera metodologias e tecnologias por meio de sistemas de informação de forma colaborativa. Os sistemas são organizados em camadas, ou níveis de processamento, esquematizados a seguir:

Edição das 12h28min de 12 de julho de 2011

Interoperabilidade é a integração e comunicação entre as fontes e fluxos de informação, tanto entre suas instâncias como entre estas e outras redes associadas. [Guia da BVS 2011)

A interoperabilidade entre as fontes e fluxos de informação é determinante para a convergência dos dados e conteúdos produzidos e operados pelas instâncias geográficas e temáticas da BVS de forma descentralizada numa única rede. A interoperabilidade é portanto, uma diretriz estratégica para a sustentabilidade do marco de operacional de trabalho em rede da BVS.

Seguindo este modelo conceitual, a BVS integra e interopera metodologias e tecnologias por meio de sistemas de informação de forma colaborativa. Os sistemas são organizados em camadas, ou níveis de processamento, esquematizados a seguir:

nível dado – contém os arquivos ou bases de dados com os registros de conteúdos. Os arquivos de dados estão acessíveis baseando-se em protocolos de acesso aberto, o que permite sua indexação por mecanismos de busca ou indexadores;

nível índice – contém os arquivos de índices para recuperação dos dados organizados nos sistemas ou bases de dados. Essa camada é representada por diferentes indexadores aplicados aos mesmos arquivos de dados.

nível interface – conjunto de diferentes interfaces, na maioria páginas Web, mas incluindo-se também telefonia móvel, TV digital, entre outros, que acessam os índices para recuperação e navegação nos conteúdos. As interfaces são, portanto, ilimitadas em número e formatos de apresentação.

Interoperabilidade.jpg

Níveis de interoperabilidade

Segundo Fusco (2010)