Apêndice A - Regras para entrada de autores

De Wiki.bireme.org/pt
Revisão de 13h25min de 8 de maio de 2014 por Andrea Hayashi (Discussão | contribs)

(dif) ← Edição anterior | Revisão atual (dif) | Versão posterior → (dif)
Ir para: navegação, pesquisa

Índice

Regras Básicas para a Entrada de Autores

As regras de entrada de autores variam segundo a nacionalidade dos mesmos e baseiam-se no AACR2 (Anglo American Cataloguing Rules, 2nd edition). Para determinar a nacionalidade do autor, deve-se observar as notas na primeira página do documento ou nas legendas existentes que informam sobre a afiliação do autor. Não sendo possível determinar a nacionalidade, assume-se que seja a do país de origem do documento.

Nomes no idioma Português

Registra-se o nome a partir do último elemento do sobrenome.

Exemplo: Ovídio Saraiva de Carvalho Silva
Registra-se: Silva, Ovídio Saraiva de Carvalho

Se o nome inclui palavras que indicam relação de parentesco, tais como Filho, Júnior, Neto, ou Sobrinho estas deverão ser consideradas como parte do sobrenome.

Exemplo: Antonio Ribeiro de Castro Sobrinho
Registra-se: Castro Sobrinho, Antonio Ribeiro de

Alguns sobrenomes são conhecidamente compostos; não obstante, se essa condição não se expressa com um hífen, entra-se pelo último sobrenome.

Exemplos:

Pedro Luiz de Paula Souza
Registra-se: Souza, Pedro Luiz de Paula

Mauro Pereira Barreto
Registra-se: Barreto, Mauro Pereira

Álvaro Lemos Torres
Registra-se: Torres, Álvaro Lemos

Constituem exceção os sobrenomes compostos que não devem ser separados.

Exemplos:

Vítor Espírito Santo
Registra-se: Espírito Santo, Vítor

Augusto Castelo Branco
Registra-se: Castelo Branco, Augusto

Nomes no idioma Espanhol

Autores com dois sobrenomes, faz-se entrada pelo primeiro destes.

Exemplo: Eduardo Gonzáles Rivera
Registra-se: Gonzáles Rivera, Eduardo

Se o sobrenome inicia com um artigo, entra-se por este.

Exemplo: Manuel Antonio Las Heras
Registra-se: Las Heras, Manuel Antonio

Alguns sobrenomes espanhóis são precedidos da partícula "de" (mulheres casadas). Neste caso, entra-se pelo sobrenome de solteira, seguido do sobrenome de casada.

Exemplo: Antonia Murillo de Nogueira
Registra-se: Murillo de Nogueira, Antonia

Sobrenomes unidos pela letra "y": entra-se como se fossem compostos.

Exemplos:

Emílio Cotarelo y Mori
Registra-se: Cotarelo y Mori, Emílio

Antonio Gonzáles y Gonzáles
Registra-se: Gonzáles y Gonzáles, Antonio

Nomes em outros idiomas

Em geral, entram-se pelo último sobrenome. Os nomes alemães com prefixo entram pelo sobrenome.

Exemplo: Hans Von Helmholtz
Registra-se: Helmholtz, Hans Von

Os nomes holandeses com o prefixo "van" entram por este.

Exemplo: Johann van Der Ley
Registra-se: Van Der Ley, Johann

Os nomes franceses que são compostos por artigo ou pela contração de um artigo e uma preposição entram pelo artigo ou contração.

Exemplos:

Guy Le Gaufey
Registra-se: Le Gaufey, Guy

François Du Port
Registra-se: Du Port, François

Os nomes italianos que apresentem partícula em sua composição entram por esta.

Exemplos:

Vittorio Dell’Erba
Registra-se: Dell’Erba, Vittorio

Lorenzo Della Copa
Registra-se: Della Copa, Lorenzo

Regras Básicas para a Entrada de Autores Coletivos

Como norma geral, adota-se a forma em que aparece no documento, exceto nos casos seguintes:

Quando existir um termo indicando que a instituição é parte de outra (departamento, divisão, seção, etc.), registra-se pelo nome da instituição hierarquicamente maior seguido pela responsável do documento e omitindo outras hierarquias intermediárias, se houver.

Exemplo:

Universidad Católica Madre y Maestra. Departamento de Medicina
e não:
Universidad Católica Madre y Maestra. Facultad de Ciencias de la Salud. Departamento de Medicina

Se o autor institucional incluir indicação de que está subordinado a algum governo (federal, estadual ou municipal), entra-se pelo nome do país, província, estado, município seguido da instituição responsável pelo documento.

Exemplos:

Brasil. Ministério das Relações Exteriores. Biblioteca
e não:
Biblioteca do Ministério das Relações Exteriores


São Paulo (Estado). Secretaria de Economia e Planejamento
e não:
Secretaria de Economia e Planejamento de São Paulo


São Paulo (Cidade). Secretaria de Higiene e Saúde
e não:
Secretaria de Higiene e Saúde do Município de São Paulo


Venezuela. Ministerio de Sanidad y Asistencia Social
e não:
Ministerio de Sanidad y Asistencia Social de Venezuela

Se o nome do autor institucional apresenta variações, adota-se a forma predominante; não existindo, adota-se a mais curta, mesmo que seja uma sigla.

Exemplo:

Forma variante abreviada: UNESCO
Forma variante completa : United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization
Forma a ser usada: UNESCO

Se o autor institucional aparece em vários idiomas, registra-se no idioma oficial da instituição.

Exemplo:

Societé Historique Franco-Américaine
e não:
Franco-American Historical Society
ou:
Sociedad Histórica Francoamericana

Se existir mais de um idioma oficial e um deles for o Espanhol, registra-se este.

Exemplo:
Organización Panamericana de la Salud
e não:
Pan American Health Organization



Voltar para o Guia para o Registro de Fontes de Informação