LILDBI-Web-migração-de-versoes

De Wiki.bireme.org/pt
Ir para: navegação, pesquisa

Esta página en español



Preparação Automática

Existem dois metodos de se fazer a inversão de bases.

Um deles é através de um script python [1] em modo automático e o outro é manualmente, como explicado abaixo.

NOTA: Para fazer download do código, utilize usuário anonymous e senha 4guests@

Preparação Manual

Criar a TAG de controle da origem dos dados

Windows:
      mx1660.exe  LILACS "proc='a953~^o'v1,'-'v2'^bCOC^v1.5a~'"  create=LILACS-nw  -all now tell=1
Linux:
      ./mx1660.exe  LILACS "proc='a953~^o'v1,'-'v2'^bCOC^v1.5a~'"  create=LILACS-nw  -all now tell=1

a953 = TAG de Controle

^o = Identificador da base de dados original

^b = Nome da base de dados ou da institução onde está sendo feita a migração

^v = Versão original

Verificar se há problemas de registros com analíticas sem a fonte

checkv98.pft

if v6.1 : 'a' then,
    if a(v18) then, 
        if a(v30) then, 
            if a(v25) then, 
                mfn'|'v1'-'v2'|'v5'|'v6/ 
            fi, 
        fi, 
    fi, 
fi, 
mx1660.exe LILACS-nw "pft=@checkv98.pft" -all now tell=1000 > listv98before.txt

Se nenhuma informação foi gravada no arquivo listv98before.txt, então a base de dados está sem problemas de analíticas sem registro fonte.

Sendo assim, pode-se passar à etapa "Gerar um markup com a TAG v950^s".

Entretanto, se houver qualquer informação no arquivo listv98before.txt, então a base de dados tem registros de analíticas sem registro fonte.

Neste caso, teremos que executar os seguintes procedimentos para corrigir os registros sem fontes:

  • Utilizar a última base gerada (LILACS-nw) para criar os arquivos invertidos (índices) com a seguinte chave: 98 0 v1,'-'v2

Sintaxe para gerar a base de dados:

Windows:
      mx1660.exe LILACS-nw  "fst=98 0 v1'-'v2"  fullinv=LILACS-nw -all now tell=1000
Linux:
      ./mx1660.exe LILACS-nw  "fst=98 0 v1'-'v2" fullinv=LILACS-nw -all now tell=1000


  • Depois de fazer a inversão do arquivo, executar um procedimento para tentar corrigir a perda das fontes.

Copie o arquivo fixfonte.prc para a mesma pasta onde irá executar o procedimento abaixo:

Windows:

   mx1660.exe LILACS-nw "proc=@fixfonte.prc" create=LILACS-nw-tmp1 -all now tell=1

Linux

   ./mx1660.exe LILACS-nw "proc=@fixfonte.prc" create=LILACS-nw-tmp1 -all now tell=1


  Conteúdo do arquivo fixfonte.prc (Nota: esse arquivo ainda precisa de correções)
  • Depois de corrigir os registros com analíticas sem a fonte, execute novamente o procedimento checkv98.pft na base de dados corrigida.
Windows:
      mx1660.exe LILACS-nw-tmp1 "pft=@checkv98.pft" -all now tell=1000 > listv98after.txt
Linux:
      ./mx1660.exe LILACS-nw-tmp1 "pft=@checkv98.pft" -all now tell=1000 > listv98after.txt


Se nenhuma informação foi gravada no arquivo listv98after.txt, foram corrigidos todos os problemas das bases de dados.

No caso de ainda haver informações, significa que não foi possível corrigir todos os registros com problemas e a verificação terá de ser feita manualmente.


Gerar um markup com a TAG v950^s

Onde há uma flag com o conteúdo "NOK" para os registros analíticos que não contenham a fonte.

Windows

   mx1660.exe LILACS-nw-tmp1 proc=@markv98.prc now create=LILACS-nw-tmp2 -all now tell=1

Linux

   mx1660.exe LILACS-nw-tmp1 proc=@markv98.prc now create=LILACS-nw-tmp2 -all now tell=1

markv98.prc

'd950'
if v6.1 : 'a' then,
    if a(v18) then, 
        if a(v30) then, 
            if a(v25) then, 
                'a950~'v950'^sNOK~'
            fi, 
        fi,
    fi,
fi,


Isso é importante para que, depois da migração, você possa buscar esses registros no sistema LILDBI para cadastrar os dados da fonte.


Ajustar a TAG v98, mantendo o número do MFN igual ao ID

Windows

  mx1660.exe LILACS-nw-tmp2 proc=@conv1-98.prc now create=LILACS-nw-tmp3 -all now tell=1

Linux

  ./mx1660.exe LILACS-nw-tmp2 proc=@conv1-98.prc now create=LILACS-nw-tmp3 -all now tell=1

conv1-98.prc

'd2d98',/
'a2~'mfn(1)'~',/
'a98|FONTE|',/


Pronto! Agora, com as bases de dados preparadas e corrigidas, vamos buscar informações do sistema para a migração


INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS:

  • TAG customizada.
  • Compatibilidade da TAG customizada com a metodologia 1.7 da LILACS.


PROCEDIMENTOS QUE DEVEM ESTAR PRONTOS:

  • Todos os perfis dos Documentalistas devem ser certificados antes do inicio da migração.
  • Ou exportar os registros e depois importá-los novamente.

Verificação da base de dados DocsOnline

Para ver se há documentos que foram feitos upload para o sistema.

../bases/lildbi/comum/docsonline/


Bases de dados UPLOAD:

mx upload –all now tell=1
mfn=     1
810  «002»
821  «/bvs/bvs/htdocs»
822  «2/0/»
823  «002-Hoteles_Tegucigalpa.pdf»
830  «Hoteles_Tegucigalpa.pdf»
840  «/lildbi/docsonline/»
999  «Texto Completo»
800  «20060724 101525 1 204»
..


Se conter alguma informação nessa base é porque há documentos que foram feitos UPLOAD para algumas pastas numeradas.

Exemplos:

..\htdocs\lildbi\docsonline\0
..\htdocs\lildbi\docsonline\9


Isto significa que depois de instalar a nova versão é necessário copiar essas pastas para a instalação nova.

Se manter a mesma estrutura da instalação anterior, só terá que fazer as copias novamente das pastas.



Passo-a-Passo para a Migração ao Sistema LILDBI-WEB 1.6/1.7

Antes de começar os procedimentos de migração, deve-se solicitar para que todos os Documentalistas certifiquem todos os registros.

  • Renomear as pastas originais para old.
cgi-bin/lildbi-old/
bases/lildbi-old/
htdocs/lildbi-old/


  • Instalar a versão do LILDBI 1.7
http://localhost/lildbi/install/setup.php

De preferência fazer instalação na mesma estrutura de diretórios.


  • Substituir o arquivo LILACS.mst e LILACS.xrf da nova instalação pelos arquivos LILACS.mst e LILACS.xrf que foram verificados e preparados.


  • Gerar novamente a base de dados com o arquivo LILACS.fst da versão 1.7.


Sintaxe para gerar os invertidos novamente (essa sintaxe deve ser feita na base LILACS localizada em bases/lildbi/dbcertif/lilacs/):

mx1660.exe LILACS fst=@LILACS.fst  actab=../../comum/ansiac.tab uctab=../../comum/ansiuc.tab fullinv=LILACS -all now tell=1000


  • Copiar todos os arquivos com extensão .cip da pasta bases/lildbi-old/dbcertif/lilacs/ antiga para a correspondente nova (com excessão do LILACS.cip).


  • Copiar todos os arquivos da base de dados de usuários localizados em bases/lildbi/users/* da pasta da versão antiga para a pasta nova (completa e já com o invertido).


  • Copiar todos os arquivos da pasta não certificada localizada em bases/lildbi/dbnotcertif/lilacs/* da versão antiga para a nova com permissão de escrita para o NOBODY.


  • Copiar a pasta docsonline que está na pasta bases/lildbi/comum (só no caso de haver arquivos que foram feitos UPLOAD no sistema).


  • Copiar as pastas em htdocs/lildbi/docsonline apenas as pastas que estão numeradas (só no caso de haver arquivos que foram feitos UPLOAD no sistema).


OBS: Ajustar o campo 8 com o novo domínio.


  • Copiar todas as imagens da versão antiga (somente no caso de haver customizações).
  • Verificar os formatos de exibição (somente no caso de haver customizações).